Brincar na areia é saudável e recomenda-se!

Desde que nascemos que aprendemos a experienciar o mundo através dos nossos sentidos: o paladar, o tato, o olfato, a visão e a audição – e ainda o sentido da propriocepção que nos dá informação sobre a posição do nosso corpo e o vestibular que nos permite manter o equilíbrio ou permanecer de pé contra a força de gravidade.

O normal é que a integração destes sentidos se desenvolva no decorrer da infância nas atividades do dia-a-dia, porém, quando essa integração sensorial não se desenvolve tão eficazmente como deveria, surgem inúmeros problemas no desenvolvimento, na aprendizagem e na regulação do comportamento que se tornam evidentes no desempenho da criança.

Brincar com e na areia é um ótimo meio de desenvolvimento das nossas crianças e estimula o seu processo de integração sensorial! Para além de ser super divertido, incentiva a exploração táctil e sensorial, como sejam as ações de apertar, esmagar, alisar e esfarelar, e, desta forma, ajudam a desenvolver competências motoras finas (dissociação dos dedos), fortalecendo os músculos das mãos, e estimulando a coordenação motora bilateral, bem como a destreza manual…Ah! E não esquecendo o desenvolvimento da criatividade e imaginação, ou as histórias de príncipes e princesas em castelos de areia iam ser inventados por quem?

Relembre a criança que há em si, aproveite o dia, e vá com o seu/sua pequeno(a) apetrechado de pás, baldes, ancinhos e afins criar histórias e memórias divertidas!

Autora

Diana Fernandes (C-050198181) Terapeuta Ocupacional no CMM – Centro Médico de Aveiro: ERS Nº E124106 | Lic. Func.: 8894/2014 | Tlf: 234021610