Reabilitação e Fisioterapia Respiratória

Reabilitação e Fisioterapia Respiratória

A Reabilitação Respiratória é dirigida a pessoas (adultos, crianças e bebés) com patologias respiratórias como por exemplo: sequelas de infeção por SARS-COV-2 / COVID-19, doença pulmonar obstrutiva crónica, bronquiectasias, fibrose quística, bronquiolites e ainda no pré e pós-operatória de cirurgias cardio-torácica e abdominal alta, entre outras patologias.

É uma intervenção de uma equipa multidisciplinar que de acordo com o diagnóstico médico e em conjunto, definem uma estratégia individualizada que vai ao encontro das necessidades específicas de cada doente.

A Reabilitação Respiratória é indicada na prevenção e tratamento dos diferentes problemas que atingem o sistema respiratório nomeadamente:

  • Falta de ar (dispneia)
  • Cansaço extremo no esforço físico
  • Tosse devido a secreções presentes nas vias respiratórias

As doenças respiratórias podem ser bastante limitativas no dia-a-dia do doente que assiste à perda de autonomia e qualidade de vida de forma gradual. Assim, a Reabilitação Respiratória tem como principais objetivos:

  • Aumento da capacidade pulmonar
  • Aumento da resistência ao esforço físico
  • Prevenção do colapso das vias respiratórias
  • Eliminação de secreções presentes nas vias respiratórias que não são expulsas autonomamente
  • Diminuição da ansiedade

Esta técnica é ainda uma terapia complementar para doentes com:

  • Insuficiência respiratória
  • Pneumonia
  • Fibrose pulmonar
  • Bronquiectasia

Nestes casos os exercícios respiratórios são fundamentais para fortalecer os músculos respiratórios, melhorar a sua respiração e consequentemente o seu nível de qualidade de vida nas mais simples tarefas diárias.

Após programa de reabilitação respiratória

Os programas de Reabilitação Respiratória, associados ao tratamento das doenças que comprometeram a função pulmonar. Este programa, composto por vários tipos de exercícios de Reabilitação Respiratória, permite a alteração dos hábitos de vida e dos fatores de risco associados à evolução da doença pulmonar, e deve ser complementado e ter continuidade para além do período de tratamento.

Desta forma, é aconselhada a manutenção do hábito da prática de exercícios respiratórios, de acordo com as estratégias aprendidas no programa de reabilitação, bem como de atividade física regular, como marcha e exercício em bicicleta. Um estilo de vida saudável e a continuidade na realização de exercícios respiratórios, são fatores fundamentais para melhorar a sua respiração e prolongar os benefícios do programa de reabilitação.

Contacte as nossas Unidades para mais informações: