Exercício em Isolamento

Autor

Publicado em:
17 Março, 2020

Faça o seu pedido de consultas com João Noura

Exercício em Isolamento

O Isolamento

O isolamento é uma das melhores medidas facilitadoras para permitir a contenção de contágio por doenças infeciosas. Neste sentido, esta deve ser liminarmente respeitada e encarada com a máxima seriedade e cumprida escrupulosamente. Aproveitamos para alertar novamente, uma vez que nunca é demais fazê-lo, para o cumprimento na íntegra das recomendações da DGS – Direção Geral da Saúde.

Isto poderá suscitar algumas questões e suscitar problemas para todos; entre eles, estão todos os nossos utentes cuja reabilitação músculo-esquelética terá necessariamente de ser interrompida por força de circunstâncias externas.

A continuidade da prática da atividade física

A Unidade de Fisioterapia Desportiva e Performance CMM/Peak recomenda, naturalmente, que os nossos utentes mantenham a prática de atividade física. Neste sentido, estabelecemos algumas recomendações simples, a par de algumas estratégias que poderão facilitar o processo, de forma a manter o condicionamento para se apresentarem nas melhores formas para um regresso que se espera o mais breve possível. Assim, recomendamos:

  • Cumprimento de alguns exercícios constantes do ANEXO I e/ou de alguns dos exercícios realizados nas sessões de Fisioterapia;
  • Manutenção de uma alimentação equilibrada;
  • Ingestão abundante de água;
  • Minimização da alteração das rotinas e manutenção dos horários comummente cumpridos (principalmente dos horários de sono);
  • Realização de alguma corrida contando que é possível fazê-lo de forma isolada e sem a exposição a grandes grupos;
  • Elaboração de um diário de exercícios e corrida de onde constem:
    • Exercícios realizados
    • Séries
    • Repetições
    • Distância de Corrida
    • Tempo de Corrida
O exercício físico

Deste Diário, do qual devem constar no mínimo quatro sessões de reforço semanais (ANEXO II) (a complementar, se possível, com sessões nos restantes dias/ sessões de corrida (ANEXO III)), e quando realizados exercícios do ANEXO I, por cada sessão deve haver no mínimo:

  • Entre 3 a 5 séries de 8 a 12 repetições de uma das variações de todas as categorias da Parte 1Agachamento, Lunge e Prancha
  • Escolher 3 dos exercícios da Parte 2 e realizar entre 3 a 5 séries de 10 a 15 repetições ou 35’’ a 55’’ (no caso de Wall-Sit ou Prancha) repetições
Considerações

Estes exercícios são apenas uma proposta e o plano pode ser personalizado de acordo com a sua conveniência, situação clínica, ou indicação do Fisioterapeuta.

Em caso de dúvida não hesite em contactar o seu Fisioterapeuta para mais esclarecimentos.

O CMM – Centros Médicos e de Reabilitação e a nossa Unidade de Fisioterapia Desportiva e Performance CMM/Peak estão ao dispor para qualquer esclarecimento, garantindo que ultrapassaremos este pequeno percalço juntos e que, quando isso acontecer, voltaremos mais fortes e motivados a providenciar-lhe as melhores diretrizes e cuidados em saúde, reabilitação e bem-estar e performance diários e desportivos.

Anexos

Autor:

João Noura, Fisioterapeuta (C-059277076 ) no CMM- Aveiro: ERS Nº E124106 | Lic. Func.: 8894/2014 | Tlf: 234021610