Pilates Clínico | A quem se adequa e quais os benefícios?

Autor

Publicado em:
1 Junho, 2021

Faça o seu pedido de consultas com Marta Faria Gonçalves

A quem se adequa e quais os benefícios?

Sendo o Pilates Clínico um método de treino de baixo impacto, todo o tipo de população pode beneficiar com a sua prática. No entanto, existem populações que podem retirar benefícios específicos, uma delas é a população mais idosa, a 3ª idade, sendo também uma das mais associadas ao método.

Esta população para além de estar associada a um número elevado de patologias, por consequência do envelhecimento, apresenta também um elevado risco de queda e sedentarismo. Alterações físicas, como a falta de mobilidade e força, a diminuição da consciência corporal e da postura correta, comuns nesta população, podem ajudar na melhoria da qualidade de vida através da participação nas aulas.

Alguns dos benefícios para a população da terceira idade:
  • Melhoria da flexibilidade e mobilidade;(3,4,6,7)
  • Melhoria da força muscular;(3,4,6,7)
  • Melhoria da postura;(3,4,6,7)
  • Melhoria da capacidade respiratória;(3,4,6,7)
  • Melhoria do equilíbrio estático e dinâmico;(3,4,6,7)
  • Ajuda no controlo de doenças cardiovasculares;(3,4,6,7)
  • Prevenção da incontinência;(3,4,6,7)
  • Diminuição do risco de queda;(3,4,6,7)
  • Aumento do bem-estar geral;(3,4,6,7)
  • Melhoria do desempenho funcional: calçar, vestir, sentar e levantar.(3,4,6,7)
Outra das populações que beneficia com esta prática são as grávidas e recém-mamãs, tanto benefícios físicos como psicológicos.

Durante as aulas é destacada a relação entre a mãe e o bebé, assim como entre a mulher e o seu corpo.
A grávida pode iniciar as aulas desde o início da gravidez, desde que exista autorização pelo médico obstetra que a acompanha, o mesmo acontece com as recém-mamãs, no entanto é ainda aconselhada uma avaliação com uma Fisioterapeuta da Saúde da Mulher.

O aparecimento de dores ou desconfortos antes e pós-parto é frequente, assim como a fraqueza ao nível do pavimento pélvico, devido ao peso do bebe. O Pilates pode ser uma excelente ajuda a estes sintomas, e ainda mais.

Alguns dos benefícios nas grávidas
  • Controlo do peso;(8,9,10)
  • Fortalecimento do pavimento pélvico;(8,9,10)
  • Prevenção da incontinência urinária;(8,9,10)
  • Prevenção da dor pélvica e lombar;(8,9,10)
  • Melhoria da estabilidade segmentar da coluna e pélvis;(8,9,10)
  • Melhoria da postura do tronco superior;(8,9,10)
  • Melhoria da consciência postural;(8,9,10)
  • Manutenção da flexibilidade articular;(8,9,10)
  • Relaxamento;(8,9,10)
  • Preparação para o parto.(8,9,10)
Alguns dos benefícios no pós-parto
  • Assiste na perda de peso e prevenção da obesidade;(11,12)
  • Reabilitação da parede abdominal;(11,12)
  • Aumento da força e tônus muscular;(11,12)
  • Recuperação da diástase abdominal;(11,12)
  • Reeducação das posturas e consciência corporal;(11,12)
  • Interação social;(11,12)
  • Bem-estar psicológico;(11,12)
  • Redução da ansiedade e depressão pós-parto.(11,12)
Patologias da coluna

As patologias da coluna não poderiam ficar esquecidas, sendo estas umas das populações mais associadas ao método. Desde dores lombares crónicas, a cirurgias, escolioses ou dores por má postura, todas beneficiam desta prática, adaptando os exercícios à sua condição e capacidades, tentando diminuir ou eliminar as queixas.

Alguns dos benefícios nas patologias da coluna
  • Melhoria da mobilidade vertebral;(1,2,4,5,13)
  • Melhoria da postura e consciência postural;(1,2,4,5,13)
  • Melhoria da flexibilidade;(1,2,4,5,13)
  • Fortalecimento do pavimento pélvico;(1,2,4,5,13)
  • Fortalecimento do core abdominal corretamente;(1,2,4,5,13)
  • Melhoria da estabilidade funcional;(1,2,4,5,13)
  • Aumento do bem-estar.(1,2,4,5,13)

Todos os benefícios referidos acima podem ser alcançados por qualquer pessoa que pretenda praticar Pilates Clínico, mas tal como acontece com as restantes populações, só se atinge os benefícios se a prática for feita com regularidade.

Autora

Marta Faria Gonçalves, Fisioterapeuta (C-058679073) no CMM-Centro Médico de S.Jorge (Queluz) e CMM-Corinthia Lisbon.

Revisão da Literatura

1)Joyce AA, Kotler DH. Core Training in Low Back Disorders: Role of the Pilates Method. Curr Sports Med Rep. 2017 May/Jun;16(3):156-161.
2)Kloubec JA. Pilates for improvement of muscle endurance, flexibility, balance, and posture. J Strength Cond Res. 2010 Mar;24(3):661-7.
3)Irez GB, Ozdemir RA, Evin R, Irez SG, Korkusuz F. Integrating pilates exercise into an exercise program for 65+ year-old women to reduce falls. J Sports Sci Med. 2011 Mar 1;10(1):105-11.
4)Valenza MC, Rodríguez-Torres J, Cabrera-Martos I, Díaz-Pelegrina A, Aguilar-Ferrándiz ME, Castellote-Caballero Y. Results of a Pilates exercise program in patients with chronic non-specific low back pain: a randomized controlled trial. Clin Rehabil. 2017 Jun;31(6):753-760.
5)Lin HT, Hung WC, Hung JL, Wu PS, Liaw LJ, Chang JH. Effects of pilates on patients with chronic non-specific low back pain: a systematic review. J Phys Ther Sci. 2016 Oct;28(10):2961-2969. doi: 10.1589/jpts.28.2961.
6)Bueno de Souza RO, Marcon LF, Arruda ASF, Pontes Junior FL, Melo RC. Effects of Mat Pilates on Physical Functional Performance of Older Adults: A Meta-analysis of Randomized Controlled Trials. Am J Phys Med Rehabil. 2018 Jun;97(6):414-425.
7)Barker AL, Bird ML, Talevski J. Effect of pilates exercise for improving balance in older adults: a systematic review with meta-analysis. Arch Phys Med Rehabil. 2015 Apr;96(4):715-23.
8)Oktaviani I. Pilates workouts can reduce pain in pregnant women. Complement Ther Clin Pract. 2018 May;31:349-351.
9)Aguilar Cordero MJ, Rodríguez Blanquet R, Sánchez García JC, Sánchez López AM, Baena García L, López Contreras G. Influencia del programa SWEP (Study Water Exercise Pregnant) en los resultados perinatales: protocolo de estudio. Nutr Hosp. 2016 Feb 16;33(1):162-76.
10)Rodríguez-Díaz L, Ruiz-Frutos C, Vázquez-Lara JM, Ramírez-Rodrigo J, Villaverde-Gutiérrez C, Torres-Luque G. Effectiveness of a physical activity programme based on the Pilates method in pregnancy and labour. Enferm Clin. 2017 Sep-Oct;27(5):271-277.
11)Benjamin DR, van de Water AT, Peiris CL. Effects of exercise on diastasis of the rectus abdominis muscle in the antenatal and postnatal periods: a systematic review. Physiotherapy. 2014 Mar;100(1):1-8.
12)Ashrafinia F, Mirmohammadali M, Rajabi H, Kazemnejad A, Sadeghniiat Haghighi K, Amelvalizadeh M. Effect of Pilates exercises on postpartum maternal fatigue. Singapore Med J. 2015 Mar;56(3):169-73.
13)Phrompaet S, Paungmali A, Pirunsan U, Sitilertpisan P. Effects of pilates training on lumbo-pelvic stability and flexibility. Asian J Sports Med. 2011 Mar;2(1):16-22.

Outros artigos
Siga-nos