Sabe o que é a Terapia Ocupacional?

Autor

Publicado em:
12 Maio, 2021

Faça o seu pedido de consultas com Sabrina Ladeira Cunha

Sabe o que é a Terapia Ocupacional?
O papel do Terapeuta Ocupacional

A Terapia Ocupacional é uma área da saúde que atua na prevenção, avaliação e tratamento de condições de saúde (motora, cognitiva, emocional ou social), em qualquer fase da vida, que comprometam ou coloquem em risco um desempenho ocupacional satisfatório e consequentemente, restrinjam a sua atividade e participação nas suas atividades do dia-a-dia (Dec- Lei n.º 261/93 de 24 de julho). (1) O Terapeuta Ocupacional capacita assim para a ocupação que os indivíduos, grupos, e organizações considerem significativas de forma a promover a saúde, bem-estar e qualidade de vida. (2)

Na sua abordagem, avalia e intervém ao nível da pessoa, da ocupação e do ambiente. Pretende assim desenvolver competências, restaurar funções perdidas, prevenir disfunções e/ou compensar funções, através do uso de técnicas e procedimentos específicos e/ou da utilização de ajudas técnicas ou tecnologias de apoio. (3,4)

O que é ocupação?

Definido como tudo aquilo que a pessoa realiza com o intuito de cuidar de si própria (autocuidados), desfrutar da vida (lazer) ou contribuir para o desenvolvimento da sua comunidade (produtividade). 
Estas ocupações podem ser elementares como alimentar-se ou vestir-se ou tão complexas como conduzir um carro ou desempenhar uma atividade laboral. (5,4,6,7)

Na ocupação, o Terapeuta Ocupacional analisa quais as exigências da mesma a nível físico, cognitivo, afetivo e/ou social. Intervém adaptando e graduando a ocupação, através de procedimentos e equipamentos específicos, de forma a adequá-la às necessidades da pessoa, facilitando o seu envolvimento ocupacional.(5,4,6,7)

No ambiente, o Terapeuta Ocupacional avalia de que forma o mesmo facilita ou inibe o envolvimento da pessoa nas ocupações, contribuindo para a função ou disfunção ocupacional. Intervém no ambiente de forma a remover barreiras físicas e sociais que restrinjam ou impossibilitem a participação em ocupações, através da conceção e adaptação de espaços, bem como da implementação de programas e abordagens que promovam a justiça ocupacional e o exercício da cidadania. Pode ainda participar na gestão e nas políticas de desenvolvimento de organizações de âmbito local, regional, nacional e internacional.(5,4,6,7)

O Terapeuta Ocupacional atua de acordo com normas éticas e deontológicas próprias, assegurando o respeito pelos valores da pessoa, promovendo o envolvimento e participação ativa desta e/ou da família/cuidadores no desenvolvimento do programa de intervenção que lhe diz respeito, tendo em conta o seu projeto de vida.(5,4,6,7)

Como pode o Terapeuta Ocupacional ajudar?
  • Promoção da autonomia nas Atividades de Vida Diária (AVD’s) (alimentação, vestir/despir, higiene pessoal, entre outras);(8,9,10)
  • Estimulação cognitiva (memória, atenção, concentração, capacidade de resolução de problemas, entre outras);(8,9,10)
  • Promoção das competências motoras (força muscular, amplitude de movimento, coordenação global, equilíbrio, motricidade fina, destreza manual, entre outras);(8,9,10)
  • Estimulação sensorial;(8,9,10)
  • Adaptação do material e/ou ambiente (identificação das barreiras arquitetónicas em sua casa);(8,9,10)
  • Aconselhamento, conceção e treino de produtos de apoio;(8,9,10)
  • Promoção das competências psicossociais.(8,9,10)
Áreas de Intervenção

Os Terapeutas Ocupacionais podem atuar em diversas áreas de intervenção, em diferentes tipos de instituições, com diversos tipos de população ou patologias e de todas as faixas etárias. (9,8,10)

O seu principal objetivo prende-se com a promoção da funcionalidade, autonomia e independência de modo a melhorar a Qualidade de Vida, Bem-estar e Participação. (9,8,10)

Áreas de Intervenção (9; 8; 10)
Autora

Sabrina Ladeira Cunha (C-050560182) Terapeuta Ocupacional na Unidade CMV- Centro Médico de Viseu.

Revisão da Literatura

1)http://www.acss.min-saude.pt/2016/07/22/tecn-diag-e-terapeutica/. [Online] 2020. 
2)Minimum Standards for the education of occupational therapists – Definition of Occupational Therapy. Therapists, World Federation of Occupational. 2012.
3)Marques, A. e Trigueiro, M.J. Enquadramento da Prática da Terapia Ocupacional: Domínio e Processo. s.l. : Livpsic, 2011.
4)Occupational Therapy Practice Framework. Domain and Process. Association, American Occupational Therapists. s.l. : 3rd ed. Bethesda: AOTA, Inc., 2014.
5)WFOT. Federação Mundial de Terapeutas Ocupacionais. [Online] http://www.wfot.org/.
6)Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde. (OMS), Organização Mundial de Saúde. 2004.
7)Enabling occupation II: Advancing an Occupational Therapy Vision for Health, Well-being & Justice through Occupation. Occupational, Canadian Association of. Toronto: CAOT. : s.n., 2007.
8)Associação Portuguesa de Terapeutas Ocupacionais APTO. [Online] 2020. https://www.ap-to.pt/areas-de-intervencao/.
9)WebMD. What Is Occupational Therapy? [Online] 2020. https://www.webmd.com/pain-management/occupational-rehab#1.
10)Associação Americana de Terapia Ocupacional AOTA. [Online] 2020. http://www.aota.org/.

Outros artigos
Siga-nos